Dribbble é uma das maiores comunidades de design que existe actualmente, e provavelmente não é maior que o behance.net, porque para publicar é necessário convite.  Já uso esta comunidade para procurar inspiração à muito tempo, desde que começou a ficar conhecida, mas só a relativamente pouco tempo (Em Março), é que resolvi começar a publicar o meu trabalho.

Arranjei um convite por Twitter, havia um membro da comunidade a oferecer convites, envie-lhe alguns dos meus trabalhos, ele gostou, e ofereceu o convite. Para arranjar convites sugiro procurar no Twitter ou mesmo no Dribbble pela palavra “Invite”, existem diariamente utilizadores a indicar que tem convites para dar e como podem participar para ganhar um.

Hoje em dia é quase essencial estar em todas as redes sociais (ou quase todas), e dedicar algum tempo a elas, mostrar ao mundo que não se está parado, que se está sempre a evoluir e atento as novas coisas que vão aparecendo.

Postei até ao momento 13 trabalhos no Dribbble, sobretudo interfaces de sites e aplicações. Não tenho muitos followers, talvez porque também não perco muito tempo a comentar o trabalho dos outros (o que gera pouca atenção ao meu perfil). Comentar os trabalhos dos outros no Dribbble simplesmente não faz sentido para mim. 90% dos comentários que existem no Dribbble são coisa como “Great shot! Awesome Work. I like this, check out my gallery too!”, ora estes género de comentários apenas tem o objectivo de chamar atenção para o perfil da pessoa que fez o comentário, em nada ajuda a pessoa que o publicou.

E o mais engraçado é que comentários mais críticos, normalmente não são bem aceites. Então para que serve o Dribbble? Não é concerteza para que as pessoas comentem construtivamente o trabalho uns dos outros. É simplesmente um showoff de designers para outros designers, onde podem construir e mostrar novas ideias e conceitos, até porque a maioria dos trabalhos no Dribbble são conceitos, que nunca chegam a passar disso.

É uma comunidade interessante para ver as tendencias. Mas para os designers que gostam de postar trabalhos reais, que já fizeram (portfolio) e trabalhos que resolvem problemas de verdade, necessidades do cliente, não me parece ser a comunidade ideal, o conceito não parece ser esse, embora eu no inicio pensa-se que sim. Óbvio que ter uma comunidade onde possa ver as tendências, conceitos e ganhar inspiração também é importante, e nesse sentido nada a apontar. Existem grandes designers lá, que fazem coisas incrivelmente bonitas.

Recentemente existem alguns factores que a meu ver tem prejudicado a forma como vemos o Dribbble. As “Pro accounts” tinham um preço de $20 e subiu para $36, anualmente. Sem falar da mensagem “Get more out of Dribbble – Go Pro” que tenho de ver todos os dias no topo do site, parece-me uma forma bastante abusiva de “incentivo” para os utilizadores aderirem as “Pro accounts”. Sem falar que actualmente para pesquisar um designer, por filtro geográfico (País) por exemplo, também é necessário ter uma conta Pro, ou até mesmo para publicar anexos a uma Shot que foi postada.

E devem existir outras limitações que eu não tenho conhecimento. Acho sinceramente que cobrar por novas “features” é aceitável, mas retirar opções que já existiam dá um aspecto muito negativo a plataforma. Eu percebo que os custos possam ter aumentado, e não é por $36 anuais que ninguém morre, mas as pessoas deviam querer ter uma Pro account, e não sentirem-se obrigadas a isso.