Quantos Designers Gráficos ou UI & UX Designers trabalham a partir de casa actualmente? Muitos diria eu. Recentemente juntei-me a este grupo de pessoas e achei interessante escrever este artigo e contar um pouco sobre a minha experiência.

Em Portugal trabalhar a partir de casa é algo cada vez mais comum, principalmente designers a trabalhar em Portugal para empresas que estão no estrangeiro. Sejam designers ou tenham outra profissão qualquer, existe a ideia retrograda de que trabalhar a partir de casa é sinónimo de não fazer nada, ou fazer-se as coisas quando se quer, mas quem realmente trabalha a partir de casa sabe perfeitamente que as coisas não funcionam assim.

É preciso seguir horários, e cumprir prazos como em qualquer outro trabalho. Eu trabalho como UI Designer em Leiria, e quem está nesta área sabe que os cliente estão nas grandes cidades (Lisboa e Porto), ou no estrangeiro. Estar numa “pequena” cidade como Leiria e poder fazer aquilo que gosto tem sido um privilegio, principalmente porque eu sou um dos que detesta Lisboa e toda a confusão que envolve a nossa capital.

A empresa para que trabalho tem a sede em Lisboa mas tinha antigamente um escritório em Leiria, e como sou de perto fiquei a trabalhar cá, mas passado uns anos a empresa resolveu terminar com o escritório em Leiria e manter apenas a localização em Lisboa (isto deveu-se a uma serie de razões que agora não interessam), e como a minha vida toda está em Leiria e como já disse “detesto” Lisboa, por mútuo acordo entre mim e a empresa, fiquei a trabalhar remotamente a partir de casa e de Leiria para eles.

É uma transição que aconteceu á pouco tempo e ainda me estou a habituar a trabalhar remotamente e a partir de casa, mas algo que me apercebi logo desde o inicio foi que é preciso manter horários e rotinas mesmo estando em casa. Trabalhar e viver no mesmo sitio pode ser complicado, em casa tudo serve de distração, por isso achei importante manter rotinas, levantar-me sempre a mesma hora, não ficar de pijama e vestir qualquer coisa, não ligar a televisão ou outro aparelho similar que possa gerar distração, etc.

Até agora tem corrido bem, a longo prazo logo verei. Trabalhar a partir de casa não é para qualquer pessoa, é preciso ser-se organizado e manter o foco no trabalho. Estar sozinho o dia todo, ou grande parte do dia também pode não ser fácil, o que sugiro nesses casos é agarrar no portátil e ir trabalhar para um café por vezes, ou então combinar um café com uns amigos durante a hora de almoço, ou mesmo combinar um almoço com alguém, e assim sair um pouco de casa e conviver. É algo que faço com bastante frequência com os amigos que trabalham na mesma cidade, já o fazia quando trabalhava no escritório, e quando comecei a trabalhar em casa mantive essa rotina.

Uma vantagem que trabalhar em casa também tem é evitar o desperdício de tempo e que muitas vezes está associado às viagens entre casa e trabalho. Não é o meu caso porque vivia a 5min do meu antigo escritório de trabalho, mas algumas pessoas que conheço demoram 30m, ou mesmo 1h a chegar ao trabalho, isso é tudo tempo que pode ser aproveitado, para a pessoa descansar ou mesmo para fazer uns trabalhinhos por fora, que tragam mais alguma rendimento ao final do mês.

No meu caso trabalho remotamente em full time para uma empresa, mas também existem designers que trabalham em casa em regime freelancer com clientes que já tem em carteira, ou mesmo através de certas plataformas, como o UpWork ou o Fiverr, que são plataformas onde é possível encontrar anúncios e trabalhos publicados por todos os tipos de empresas e clientes.

Espero que este artigo seja um incentivo a experimentar trabalhar a partir de casa, seja a tempo interior ou mesmo experimentando fazer uns trabalhos por fora pelas plataformas que indiquei, o que interessa é tentar, saber se é algo que resulta para si ou não.